sábado, 14 de abril de 2012

Porque TODOS devem se empenhar para alcançarem a independência financeira

Se você é da filosofia de ´gastar o dinheiro que tenho para aproveitar a vida agora e contar com o INSS para me aposentar` não continue a ler esse post...aliás,nem leia meu blog.

Comecei dizendo isso por causa de um fato que é um dos que eu mais odeio no Brasil:os aposentados do INSS são,para o governo,o número de pessoas que passaram do prazo de validade.

Recentemente eu li uma notícia que diz que as aposentadorias até 2015 para quem ganha mais de um salário mínimo de aposentadoria serão corrigidas,no máximo,pelo índice da inflação ( isso quer dizer que provavelmente será corrigida por menos que isso e os idosos ficarão,na prática,mais pobres )
Na hora fiquei preocupado pelo meu avô e por todos os aposentados do Brasil,pois quem é aposentado geralmente tem vários gastos médicos e tem que pagar enfermeira para ajudá-los em casa.E se vivem com outras pessoas não adianta nada a economia de não pagar uma enfermeira pois essas pessoas são dependentes dos aposentados da casa para pagar as contas quando se endividam.

Não estou dizendo que isso vai acontecer com você quando chegar a sua hora de se aposentar nem desejo isso.Apenas estou dizendo que nesse país os aposentados são vistos como fardos.Esse deve ser o principal fato que deve motiva-lo a adquirir independência financeira.
Não sei sobre quem lê esse post,mas eu não quero dar trabalho pros meus familiares vivendo na mesma casa que eles nem ganhar uma mixaria como aposentadoria ( para quem não sabe,alguém que ganha 4,10 ou até mais salários mínimos vai ter sorte se ganhar mais que dois quando se aposentar )
Esse é o motivo de eu não dar dinheiro para a previdência social:além do INSS ser uma merda na prática,eu consigo uma rentabilidade maior que a previdência investindo os 11% do meu salário que eu deveria pagar pro INSS mesmo com investimentos de risco moderado.

Mas não pense que só investindo 11% do seu salário sem muito risco você vai alcançar sua independência financeira ( eu invisto uma média de 30% todo mês e ainda acho pouco ) pois para realmente alcança-la você deve ter dinheiro o suficiente para manter um bom padrão de vida até morrer apenas com os lucros dos seus investimentos.Dependendo do padrão de vida desejado e das condições de saúde que você terá na velhice o valor necessário pode ser superior a um milhão de reais.

-Quéisso Rafa,eu nunca vou conseguir ser milionário só economizando e investindo com o salário que eu ganho!!!
-Não estou falando de ser multimilionário que nem os mocinhos de final de novela da globo,estou falando de juntar uma boa quantia de dinheiro e gasta-la até o final da vida sem esbanjar.

Esse é outro ponto muito importante:mesmo que você tenha disciplina,consiga economizar uma boa parte do seu salário,investir bem e não ter grandes perdas,não adianta nada se você sair por aí gastando montes de dinheiro depois de se tornar financeiramente independente e gastar uma quantia que deveria sustenta-lo por 30 anos em apenas 10.Claro que você deve aproveitar,viajar e fazer atividades que lhe façam se sentir bem depois disso,desde que tenha planejado isso e tenha juntado dinheiro para o seu lazer depois de se aposentar com os frutos dos seus investimentos.

E mesmo parecendo surreal que você,um trabalhador de classe média possa juntar mais de um milhão até o ano da sua aposentadoria sem ganhar na loteria,é perfeitamente possível se você não desperdiçar dinheiro com porcarias de anúncios que prometem mudar sua vida como produtos da Polishop,Ipads ou trocar de carro todo ano como todos os endividados fazem e ao invés disso manter um padrão de vida em que você e sua família possam se sustentar,ter lazer e investirem o dinheiro que sobrar sendo felizes sem ficarem comprando porcarias que ficam velhas em três anos.

-Mesmo que essa conversa seja verdade,como eu faço isso Rafa?
-Além de não financiar um imóvel por 30 anos e esperar que seu FGTS acumule o suficiente para conseguir isso já que esse investimento é obrigatório?Já vou dizer.

-Não se arrisque demais.Você não é gerente de fundo de ações ( mesmo se você tiver essa profissão,não faça isso nos seus investimentos!XD ).Quem quer economizar para a aposentadoria não pode arriscar muito o capital.Enquanto você for jovem e solteiro,você pode tomar mais risco e investir a maior parte do seu dinheiro em renda variável,mas conforme o tempo passa,uma crise financeira pode colocar tudo a perder.Ações mudam de preço e não adianta nada ter um monte de ações que valem bem agora se elas forem um mico como a MILK11 daqui a uns 10,20 ou 30 anos.

-Existe uma diferença entre o dinheiro que você tem e o que pertence a você.Antes que me chame de maluco,eu explico:o dinheiro que você tem será o dinheiro que você terá na sua conta corrente quando parar de investir depois de atingir a independência financeira.O dinheiro que pertence a você é o dinheiro que você investe e que pode ter rendimento bom,rendimento ruim ou até perder valor ( a inflação corrói o poder de compra do seu dinheiro,lembre-se de ter rendimentos acima da inflação ).Assim que atingir a independência financeira,resgate o dinheiro da renda fixa,venda todas as suas ações e transfira para a sua conta corrente.Não vale a pena tentar ganhar mais dinheiro e correr o risco de perder o dinheiro que você precisa para se sustentar na velhice.

-Tenha sempre um colchão de segurança ( dinheiro que você pode resgatar imediatamente da conta corrente ou de um investimento sem prazo definido,como a poupança ou um fundo de investimento ) para não ter que tirar dinheiro dos seus investimentos principais quando você ou alguém da sua família ficar doente,sofrer um acidente ou até mesmo ser processado injustamente.Recomendo no mínimo 6 meses do seu salário,mas caso você seja um trabalhador autônomo,é melhor que sejam 12 meses ou até mesmo 18 meses ( sim Corey,é com você que eu estou falando!;) )

-Investimentos em renda variável podem ser tão ou mais seguros que a renda fixa desde que sejam em empresas sólidas e que você diversifique seus investimentos,mas não mantenha todo seu dinheiro nisso.Uma crise econômica pode mandar tudo pro ralo.Coloque uma quantia razoável do seu dinheiro na renda fixa,de preferência em NTN-B Principal do Tesouro Direto com prazo de mais de dois anos.A poupança e os fundos de investimento ( desde que com baixa tributação ) devem ser deixados apenas para o colchão de segurança pois a rentabilidade é baixa.Previdências e títulos de capitalização,nunca!!!

-Conforme a hora de se aposentar se aproxima,diminua os riscos passando parte do seu dinheiro investido em ações para a renda fixa.Se você começar a perder dinheiro na reta final,pode ser impossível se recuperar.

E o mais importante:se preocupe com o futuro,mas não se esqueça do presente!Não adianta nada colocar todo o dinheiro que sobrar em investimentos todo o mês se você não tiver lazer nem cuidar da sua saúde.Tirar férias para descansar,fazer o que gosta nos finais de semana e folgas,alimentar-se de comidas saudáveis e fazer exercícios também são investimentos para o futuro,já que saúde não se compra.

Desde já,boa sorte nos seus investimentos!\o/

21 comentários:

  1. O INSS não é uma negócio tão mal e abominável assim PPI...
    Não é um negócio tão ruim pagar 11% do salário mínimo (R$70,00) por mês para garantir uma aposentadoria vitalícia de um salário mínimo.
    Sem contar que no pacote vem o seguro social... Se vc ficar doente e precisar se afastar do trabalho vc pode receber auxílio doença.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A parte do seguro social eu concordo,mas a aposentadoria pelo INSS tem teto de recebimento,então eu não vou querer ela.
      No final,a escolha é de cada um ( mas obviamente não é a minha!;) )

      Excluir
    2. Nem eu penso em teto, Rafa. É salário mínimo e ponto. Até porque a tendência daqui a uns 30 anos é todo mundo receber o salário mínimo pelo INSS (ver que o teto já caiu dos 15 salários do início do plano Real aos 7 salários de hoje).

      E depois, o INSS para mim é um complemento, uma vez que já pago obrigatoriamente o RPPS (regime próprio de previdencia social - coisa de funcionário público... kkkkk)

      Excluir
  2. Eu penso no INSS como uma forma de diversificação com algum risco. De qualquer forma, trabalho para conseguir ser financeiramente independente bem antes da idade que a maioria dos brasileiros se aposentam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade IA, eu penso o INSS como um seguro. E o seguro não foi criado com visão de investimento, e sim uma proteção contra eventuais M***** na vida.
      Um abraço!

      Excluir
    2. Para mim não adianta porque o recebimento de aposentadoria pelo INSS tem teto de recebimento e normalmente é corrigido por um nível menor que o da inflação.
      Eu também espero me aposentar antes da idade usual ( se possível,até os 45 anos ) mas mesmo que eu não consiga,com certeza vou receber mais com os frutos dos meus investimentos do que o INSS me pagaria!;)

      Excluir
  3. Olá Rafael!

    Obrigado pela parte que me toca (sem duplo sentido, ok?). Meu colchão é para 12 meses! Penso em reduzi-lo, mas ainda não decidi sobre isso.

    Acho que o melhor do INSS são os seguros, e não a grana da aposentadoria. Eu sempre paguei por 1 mínimo, vou continuar assim, aumentar é besteira.

    Nesse texto vc conseguiu resumir o que todos os livros de finanças estilo "investimentos inteligentes" dizem. Parabéns!

    Abraço!

    Corey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada,Corey!XD
      Eu não sugiro que você o reduza,pois o risco para um autônomo é bem maior ( ainda mais sendo casado ) mas a escolha é sua.
      A parte do seguro é outra história,mas como o recebimento de aposentadoria pelo INSS tem teto de recebimento,eu nunca vou colocar dinheiro lá.
      Foi isso mesmo que eu procurei fazer.Quem sabe eu não lanço um livro?;)
      Obrigado pela visita!\o/

      Excluir
    2. O risco existe, mas tem a renda da esposa que tb ajuda bastante. Meu colchão é para 12 meses sem renda alguma, nem minha nem dela.

      Opa! Escreva sim. Aliás, o conteúdo dos blogs está ótimo, dá pra tirar várias publicações daqui.

      Bom fds!

      Corey

      Excluir
  4. O pior do INSS e que se voce se aposentar pelo maximo, esse maximo nunca ser reajustado como o salario minimo portanto depois de alguns anos vc vai esta ganhando 1 salario minimo como a maioria. Eu pago o maximo pq ja vem descontado em folha e não tenho com impedir, mas pretendo fazer o meu proprio fundo, porque esses VGBL são tudo uma picaretagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu avô que o diga Caçador...por isso que eu não caio nessa.
      Sinto muito pelo seu INSS vir descontado na folha,mas boa sorte com seu plano pessoal!\o/

      Excluir
  5. Oi Rafa!
    Não pago inss a mais de 12 anos, e vou permanecer assim, acredito q a situação previdenciaria tende a piorar a cada ano. A parte de funcionar como seguro como o pessoal falou eu concordo plenamente, se a pessoa é sozinha, vive só de investimentos ou não tem emprego fixo e seguro, acho válido para eventuais emergencias, cada um tem q estudar o q é melhor. No meu caso ja temos um bom colchão de segurança, mas mesmo assim não fico tranquila

    Seu texto é otimo e deveria ser o basico na cabeça das pessoas, problema q maioria não está nem aí, e quem leu por aqui são os que já estão trabalhando a respeito do futuro, mas espero que ao menos 1 caia por aqui, leia e acorde para planejar o futuro e nesse caso já esta valendo não é? Qto mais pessoas trabalhando p o proprio futuro, melhor, educaçao financeira deveria ser ensinada junto com as primeiras palavras das crianças.

    beijos na ponta do nariz ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela opinião.Admito que eu também fico meio preocupado sem um seguro,mas eu ficaria mas preocupado com uma aposentadoria inútil do governo!XD
      Das pessoas que eu conheço,só uma duas pensam assim.Eu espero mesmo que o que eu escrevo ajude alguém,mas com essa cultura que temos é difícil...
      É sempre bom ter sua opinião!\o/

      Excluir
  6. Ver o seu dinheiro indo pra mão do governo, pra eles administrarem como bem lhes aprouver é realmente frustrante, hahaha.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Administrarem o caralho,muitas vezes ele é desviado -/-
      Até a ´melhora` do FGTS não coloca ânimo em quem entende do assunto,mas fazer o que,é obrigatório...
      Obrigado pela visita!\o/

      Excluir
    2. É verdade, é o que eu penso também.

      Por mim eu mesmo administrava isso e me virava, não pretendo comprar casa, o dinheiro vai ficar lá retido e eu precisando dele pra comprar ELPL4 que tá baratinha, hahahahah!

      Abração.

      Excluir
  7. Eu não confio muito no INSS. O Brasil está empurrando a reforma previdenciária há muito tempo e pelo andar da carruagem não dá pra ficar muito otimista não.

    Abcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FI,o INSS fode os aposentados faz tempo e eu duvido que vá parar algum dia.Os que tem sorte de não serem obrigados a contribuir deveriam aproveitar.

      Excluir
  8. Rafael, vim retribuir a visita no seu blog, gostei do seu texto.
    Tambem estou te seguindo.
    Continue postando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita,pelo elogio e por me seguir.
      E pode deixar,pidão!XD

      Excluir
  9. Estou iniciando um site e para divulgação vou sortear um livro: Pai Rico Pai Pobre de Robert Kiyosaki, poderia me ajudar, criando um post em seu blog e divulgando para os seus amigos?

    Eu agradeceria muito se pudesse me ajudar a divulgar meu site, quem sabe até contribuir com uma postagem em meu site e assim trocarmos visitas.

    Entre em contato comigo e vamos conversar a respeito disso? contato@vendasonlinerj.com.br

    Aguardo seu contato.

    Grande abraço.

    http://vendasonlinerj.com.br/

    ResponderExcluir